Professora manda alunos baterem em colega muçulmano na Índia

As autoridades da Índia prometeram no sábado (26/8), tomar medidas depois de uma professora primária do norte do país ter ordenado aos seus alunos que se revezassem para bater em um colega muçulmano. A cena foi gravada e provocou indignação nas redes sociais.

A filmagem mostra uma professora de uma escola particular em Uttar Pradesh ordenando, na quinta-feira (24/8), que seus alunos batessem em seu colega de sete anos, supostamente porque ele errou na tabuada. “Investigamos e descobrimos que a mulher afirmou no vídeo que os estudantes muçulmanos são mimados pelas mães e não prestam atenção aos estudos”, disse o Superintendente de Polícia de Muzaffarnagar, Satyanarayan Prajapat, em um comunicado em vídeo.

“Por que você bate tão pouco nele? Bata nele com força”, ouve-se as crianças dizendo, enquanto o colega fica chorando. “Ele começa a bater na cintura dele (?) o rosto dele está ficando vermelho, bate mais na cintura”, acrescentou. O menino de sete anos agredido chora enquanto vários de seus colegas se revezam para agredi-lo, instigados pela professora.

O superintendente de polícia Satyanarayan Prajapat disse que a filmagem foi verificada. “Serão tomadas medidas cabíveis contra a professora”, afirmou em vídeo divulgado nas redes sociais. O pai da vítima apresentou queixa à polícia distrital de Muzaffarnagar, onde ocorreu o incidente, informou o magistrado em outro vídeo.

O acontecimento gerou uma onda de indignação no país asiático, onde políticos e cidadãos denunciaram o que aconteceu em Muzaffarnagar em meio a uma crescente atmosfera de ódio contra as minorias, especialmente os muçulmanos, que representam cerca de 15% da população indiana.

Grupos de direitos humanos alertam que os crimes de ódio e a violência contra a minoria muçulmana da Índia aumentaram desde que o primeiro-ministro nacionalista hindu, Narendra Modi, chegou ao poder em 2014.

O líder da oposição, Rahul Gandhi, culpou o partido governante Bharatiya Janata (BJP) por alimentar a intolerância religiosa no país de maioria hindu. “Semeando o veneno da discriminação nas mentes de crianças inocentes, transformando um lugar sagrado como a escola num mercado de ódio”, postou ele no X (antigo Twitter).

“Não há nada pior que um professor possa fazer pelo país”, acrescentou. “Este é o mesmo querosene espalhado pelo BJP que incendiou todos os cantos da Índia”, continuou ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

INOX METAL

Categorias

Redes Sociais

CLIMA TEMPO

SEMI-JOIAS