Rio Negro desce mais de dez centímetros em 12 dias em Manaus

O Rio Negro desceu 12 centímetros em 12 dias Manaus. Os dados são do Porto da capital, que monitora o ritmo de descida das águas. Nesta quinta-feira (4), o rio está em 26,73 metros. A previsão de que, em 2024, o Amazonas tenha uma seca severa nos mesmos moldes ou até pior do que o estado viveu no ano passado.

Durante a estiagem severa, o Rio Negro alcançou o nível mais baixo dos últimos 120 anos. O problema colocou Manaus em emergência, fechou escolas da zona rural e mudou a paisagem de importantes pontos turísticos da capital. A última vez que as águas desceram foi no dia 16 novembro do ano passado. Desde então, o Rio Negro tinha mantido um ritmo lento, mas constante de subida. No entanto, desde o dia 17 de junho, o rio parou de encher e passou seis dias em estabilidade.

No dia 23, porém, as águas começaram a descer. Desde então, foram 12 centímetros de descida, uma média de 1 centímetro por dia. Só nesta quinta-feira (4), o rio desceu três centímetros, a maior descida registrada até agora.

O cenário é o mesmo em Itacoatiara, Tabatinga e Coari. Na Velha Serpa, segundo o boletim da Praticagem dos Rios Ocidentais da Amazônia (Proa Manaus), o Rio Amazonas desceu, desde o dia 25 de junho até esta quarta-feira, 15 centímetros.

Em Tabatinga, o Rio Solimões vive um repiquete. No dia 25 de junho, as águas estavam em 6,71 metros. Na segunda-feira (1º), o rio subiu para 6,81 metros e na quarta (3) voltou a vazar, chegando a 6,69 metros na quarta-feira (3).

Em Coari, a situação é mais crítica. Desde o dia 25 de junho até esta quinta, o Solimões já vazou 43 centímetros e segue em ritmo acelerado de descida.

Com informações do G1*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

INOX METAL

Categorias

Redes Sociais

CLIMA TEMPO

SEMI-JOIAS